Presidente Donald Trump suspende todos os voos para os EUA com origem da Europa, em medida contra coronavírus


Trump
Trump (Foto: Reprodução)

Presidente Donald Trump suspendeu nesta quinta-feira (11), por 30 dias, todos os voos vindos da Europa para os Estados Unidos na medida mais radical até aqui para o controle da pandemia que derruba os mercados internacionais

12 de março de 2020

A situação da pandemia global de coronavírus atinge seu momento mais crítico e a previsão é a de que as estatísticas ainda piorem nos próximos dias.

A reportagem do jornal The New York Times destaca: "os mercados financeiros despencaram; A Itália ordenou que quase todas as empresas fechassem; e a Organização Mundial de Saúde declarou uma pandemia quando o vírus se espalhou.O presidente Trump disse que suspenderá todas as viagens da Europa pelos próximos 30 dias a partir de sexta-feira. As restrições não se aplicarão à Grã-Bretanha."

A matéria ainda reforça que "o presidente Trump anunciou na quarta-feira à noite que estava tomando ações "fortes, mas necessárias" para impedir que novos casos de coronavírus entrassem nos Estados Unidos, suspendendo todas as viagens da Europa por 30 dias, começando na sexta-feira. As restrições não se aplicam à Grã-Bretanha, disse ele."

Leia também reportagem da agência Sputnik Brasil sobre o assunto:

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou nesta quarta-feira (11) que todos os voos vindos da Europa estão suspensos por 30 dias para conter o avanço do coronavírus.

De acordo com o presidente dos EUA, a única exceção será o Reino Unido e a suspensão entrará em vigor na sexta-feira. Trump fez o anúncio no Salão Oval da Casa Branca em um pronunciamento na televisão e disse que a medida é "forte, mas necessária".


Não foi fornecida uma lista de países que serão afetados pela medida, informa a agência de notícias Reuters.

"Este é o esforço mais agressivo e abrangente para enfrentar um vírus estrangeiro na história moderna", disse Trump.

A União Europeia não agiu com rapidez suficiente para combater o "vírus estrangeiro", disse o presidente dos EUA. Trump também anunciou que o governo irá oferecer empréstimos a juros baixos para empresas afetadas pela crise e que trabalhadores doentes ou em quarentena receberão ajuda.


A medida marca uma mudança de postura do chefe do Poder Executivo dos EUA. Anteriormente, Trump havia dito que o coronavírus faria a população local gastar dinheiro em seu próprio país.

Os Estados Unidos já confirmaram mais de mil casos de COVID-19 e 37 mortes por conta da doença. Também nesta quarta-feira, a Organização Mundial da Saúde declarou que o coronavírus é uma pandemia.


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor