2

São Gonçalo do Amarante - CE - Sexta-feira 04 Dezembro de 2020 - Ano: XIII - Edição: 4.429

Quem fraudou a eleição de 2018 foi Sérgio Moro, que impediu Lula de participar

Paulo Pimenta / Humberto Costa / Bolsonaro e Moro


Paulo Pimenta / Humberto Costa / Bolsonaro e Moro (Foto: ABr)

Senador Humberto Costa (PT) rebateu Jair Bolsonaro e afirmou que quem fraudou a eleição presidencial de 2018 foi Sérgio Moro que tirou Lula do processo. Deputado Paulo Pimenta lembrou que o ex-presidente, favorito no pleito, foi condenado por "atos indeterminados"

10 de março de 2020

Em Sessão deliberativa conjunta do Congresso Nacional, o senador petista Humberto Costa rebateu Jair Bolsonaro, que nesta terça-feira, 10, afirmou que a eleição presidencial de 2018 foi fraudada, pois ele teria ganho no 1º turno. O parlamentar do PT afirmou que “se houve fraude na eleição de 2018, como disse Jair Bolsonaro, ela foi praticada por Sérgio Moro, que tirou Lula da disputa quando liderava no 1º turno”. 

Em suas redes sociais, o deputado federal pelo Rio Grande do Sul, Paulo Pimenta, acompanhou, declarando que “Bolsonaro colocou no Ministério da Justiça um dos maiores responsáveis pela fraude eleitoral de 2018: Sérgio Moro, que forjou junto com os procuradores da Lava Jato uma condenação por ‘atos de ofício indeterminados’ para excluir Lula da disputa”. E concluiu com a hashtag #EraLulaNo1Turno, que chegou a ser o assunto mais comentado no Twitter no Brasil nesta terça-feira, 10.



2 comentários:

Afonso Schroeder. disse...

"Moro" criminoso descumpridor da CF/88 comprovado pela INTERCEPT a meses já devia estar na cadeia, no entanto ex-juiz virou "Ministro de Segurança" para se blindar que Brasil é este cadeia já a "Moro".

Afonso Schroeder. disse...

Lugar deste criminoso "Moro" é cadeia isto foi comprovado pela INTERCEPT de Glenn Greenwal brasileiros exigem o cumprimento da CF/88 cadeia já a Moro.

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor