2

São Gonçalo do Amarante - CE - Quarta-feira 02 Dezembro de 2020 - Ano: XIII - Edição: 4.427

Falta de ação de Guedes e Bolsonaro diante da pandemia vai dobrar desemprego no Brasil


(Foto: Marcos Corrêa/PR | USP Imagens)

É o que aponta estudo do Ibre/FGV, que também desenha um cenário com queda de 15% na renda dos trabalhadores

12 de abril de 2020

A incapacidade de reação de Paulo Guedes e Jair Bolsonaro diante da pandemia do covid-19 pode ser catastrófica, segundo aponta estudo do Ibre/FGV, divulgado pelo jornal Folha de S. Paulo. "A crise do coronavírus deixará até 12,6 milhões desempregados e provocará contração recorde de quase 15% na renda dos trabalhadores, caso o governo não amplie os instrumentos de transferência de renda à população e de ajuda a empresas para que mantenham empregos", aponta a reportagem.

"Os números constam de um estudo dos pesquisadores do Ibre/FGV (Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas) Silvia Matos, Luana Miranda, Livio Ribeiro, Vilma Pinto, Paulo Peruchetti e Tiago Martins. Mesmo com as medidas já anunciadas para garantir renda extra a trabalhadores formais e informais, que somam R$ 170 bilhões, a massa salarial deve cair 5,2%, retração recorde da série iniciada em 2003. Sem essas medidas, a queda seria de 10,3%. No cenário considerado mais factível pelos pesquisadores, há retração de 3,4% no PIB (Produto Interno Bruto) e de 6,7% nas horas trabalhadas e na população ocupada —com a perda de cerca de 6 milhões de empregos. O desemprego terminaria o ano no patamar recorde de 17,8%", relatam ainda os jornalistas.



0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor