2

São Gonçalo do Amarante - CE - Terça-feira 22 de setembro de 2020 - Ano: XII - Edição: 4.357

Gráfico mostra que isolamento está freando explosão da pandemia no Ceará


Gráfico mostra freio em tendência de crescimento exponencial da pandemia no Ceará


Gráfico mostra freio em tendência de crescimento exponencial da pandemia no Ceará

O Blog teve acesso a um gráfico elaborado pelo Departamento de Física da UFC em colaboração com a Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) e Vigilância Epidemiológica de Fortaleza

09 de abril de 2020

Fortaleza - A adoção do isolamento social está conseguindo frear a tendência de crescimento inicialmente exponencial da pandemia de Covid-19 no Ceará. O Blog teve acesso a um gráfico elaborado pelo Departamento de Física da Universidade Federal do Ceará (UFC) em colaboração com a Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) e Vigilância Epidemiológica de Fortaleza. O gráfico mostra a atenuação e reforça a importância do isolamento social, mantido por meio de decretos do governador Camilo Santana (PT).

Os estudos estão sobre a mesa do governador.

Os pontos pretos no gráfico maior mostram a evolução ao longo do tempo do número acumulado de casos confirmados de Covid-19 em Fortaleza (topo). Vê-se o freio em tendência de crescimento inicialmente exponencial (curva tracejada em vermelho) para um regime mais linear. A atenuação ocorre logo após a publicação do Decreto 33.519, em 19 de março.

As datas registradas (eixo horizontal) se referem às datas de solicitação dos exames confirmatórios. Isto acontece poucos dias após a manifestação de sintomas.

O gráfico interno mostra a comparação entre as evoluções da pandemia em Fortaleza e no interior do Estado (pontos azuis). No Interior, ainda relativamente incipiente.

O relatório da estatística aponta que gráficos apresentados anteriormente, baseados nas datas das publicações dos resultados destes exames, contêm o viés indesejado da alta variabilidade do tempo necessário para a realização dos exames pelos diversos laboratórios de análises clínicas em Fortaleza.

Este viés seria o responsável pela interpretação de que haveria uma “aceleração” recente no número de casos no Estado. De todo modo, os responsáveis pelo estudo recomendam que o comportamento aproximadamente linear apresentado após as medidas restritivas deva ser melhor investigado.

A recomendação é de um número maior de exames diários daqui por diante. A lógica é a de que um comportamento deste tipo, a persistir, seja estatisticamente confirmado.

JOCÉLIO LEAL - O POVO

0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor