2

São Gonçalo do Amarante - CE - Segunda-feira 26 de outubro de 2020 - Ano: XIII - Edição: 4.391

Polícia fecha loja do Véio da Havan em Santa Catarina por descumprimento de quarentena


 Foto: Reprodução

A PM havia autorizado a loja a vender chocolates devido à aproximação da Páscoa, considerando que o serviço se encaixaria como de alimentação. Porém, os outros setores da loja funcionavam normalmente, sem restrições de circulação. Havia, inclusive, venda irregular de roupas

05/04/2020

Uma loja da rede Havan, do empresário bolsonarista Luciano Hang, foi fechada neste sábado (4) pela Polícia Militar, em Santa Catarina, por funcionar normalmente em meio à pandemia de Covid-19. No estado, só podem funcionar serviços essenciais de saúde, segurança, alimentação e energia, para evitar a disseminação do coronavírus.

Segundo o portal UOL, a PM havia autorizado a loja a vender chocolates devido à aproximação da Páscoa, considerando que o serviço se encaixaria como de alimentação. Porém, os outros setores da loja funcionavam normalmente, sem restrições de circulação. Havia, inclusive, venda irregular de roupas. 

O gerente da Havan responsável pela região teria informado à PM que estava orientando os clientes sobre os setores autorizados, mas, chegando no local, a polícia verificou irregularidades.

A loja fica em em Porto Belo, no Litoral Norte do estado, a cerca de 67 quilômetros da capital, Florianópolis.

Estabelecimentos que, segundo a Classificação Nacional das Atividades Econômicas (CNAE), estejam dentro do critério de alimentação, estão autorizados a funcionar. “A autorização e as regras se aplicam, também, ao comércio de chocolates. Os estabelecimentos devem estabelecer restrição para a entrada de metade da capacidade de público para evitar aglomerações e preservar um distanciamento entre as pessoas de ao menos 1,5 metro”, informou o governo de Santa Catarina em nota.

A assessoria de imprensa da Havan afirmou que o departamento jurídico da loja “ainda não tem nenhum posicionamento sobre o ocorrido”.



0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor