Sérgio Moro grampeou Bolsonaro, revela Valor Econômico


Sérgio Moro e Jair Bolsonaro
 (Foto: Anderson Riedel/PR | Marcos Corrêa/PR)

Segundo reportagem do jornal, o ex-ministro da Justiça dispõe de uma série de mensagens de áudio e de texto trocadas com Jair Bolsonaro ao longo dos quase 14 meses em que participou do governo

24 de abril de 2020

Segundo o jornal Valor Econômico, Sergio Moro grampeou Jair Bolsonaro e tem provas a apresentar sobre as acusações que fez contra ele em pronunciamento na manhã desta sexta-feira 24.

Moro acusou Bolsonaro de querer interferir no comando da Polícia Federal - com a demissão do diretor-geral Maurício Valeixo - para obter informações sigilosas de investigações que envolvam sua família. Em coletiva à tarde, Bolsonaro negou e disse que moro só pensa em seu ego, não no País.

Segundo a reportagem, o ex-ministro da Justiça dispõe de uma série de mensagens de áudio e de texto trocadas com Jair Bolsonaro ao longo dos quase 14 meses em que participou do governo. 

“Boa parte das acusações feitas por Moro contra Bolsonaro, que em seu discurso de despedida deixou margem para entendimento de que o presidente cometeu crimes de responsabilidade, está amparada em material que, no limite, pode ser usado como prova documental”, informa o texto.

Segundo os jornalistas Andreza Matais e Fausto Macedo, do Estado de S. Paulo, interlocutores do ex-ministro relataram também que Moro e Bolsonaro tiveram inúmeras conversas, pessoais e de governo, especialmente pelo WhatsApp, canal usado pelo presidente para dar ordens aos subordinados.


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor