2

São Gonçalo do Amarante - CE - Sexta-feira 04 Dezembro de 2020 - Ano: XIII - Edição: 4.429

Véio da Havan suspende contrato de metade dos funcionários em meio à pandemia


Dono da Havan, Luciano Hang, com Jair Bolsonaro
(Foto: Reprodução/Facebook/Luciano Hang)

O bolsonarista Luciano Hang suspendeu o contrato de 11 mil funcionários, utilizando-se da MP 936/2020

14 de abril de 2020

O grupo Havan, pertencente ao empresário bolsonarista Luciano Hang, mais conhecido como Véio da Havan, suspendeu o contrato de 11 mil funcionários. O número equivale a metade dos empregados da empresa, que afirmou em nota ser “uma das primeiras empresas a utilizar a Medida Provisória (MP) 936/2020 que permite a suspensão do contrato de trabalho por até 60 dias".

Hang afirma que trata-se de uma medida para “manter os empregos”, ressaltando que “é primordial que as empresas trabalhem nestes sentido”. Durante a suspensão do contrato, entretanto, a empresa paga apenas 30% do salário do funcionário e o governo complementa com 70% do seguro-desemprego.


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor