"Coronavírus é ultimato para mudarmos a relação com a terra", afirma Leonardo Boff


Boff é proibido de dar palestra no Inca por ser contra governo Bolsonaro
(Foto: Guilherme Santos/Sul21)

Retiro reflexivo e conversão ecológica são palavras de ordem no discurso do teólogo diante da pandemia

1 de maio de 2020

Por Cristiane Sampaio, no Brasil de Fato – É em meio ao cenário atual de pandemia que o teólogo, escritor e humanista Leonardo Boff sofistica suas já conhecidas reflexões sobre a necessidade de revisar os mandamentos do sistema capitalista, ampliar o alcance do Estado e fortalecer a relação do homem com a terr 

Diante desse quadro e dos danos multilaterais causados pelo coronavírus, para o teólogo, um reforço parece indispensável: é preciso promover, com urgência, uma conversão ecológica planetária, sob pena de a humanidade “adentrar um caminho sem retorno”.

Em uma conversa com o Brasil de Fato, Boff tratou sobre esse e outros pontos, destacando ainda que a aparente prisão do isolamento social pode se converter em libertação. "Não queremos sofrer com esse vírus, queremos nos libertar dele mediante uma atitude mais benevolente, amiga da vida, protetora e cuidadosa com a natureza." Confira a íntegra do diálogo a seguir.

Brasil de Fato: O que lhe parece, por exemplo, a postura do governo Bolsonaro de priorizar questões econômicas em detrimento dos cuidados com o isolamento social e com o bem-estar da população como um todo?

Leonadro Boff: Eu acho que é uma atitude irresponsável e que não conhece o valor da vida. A vida, quando morre, não pode ser ressuscitada. Os bens materiais e produzidos pelas fábricas sempre podem ser reproduzidos e refeitos. Ele não entendeu isso e por isso se expôs, até provocando as leis internacionais de proteção contra o coronavírus, e eu considero que isso pode gerar, inclusive, uma espécie de genocídio no Brasil porque milhares o imitam e não colocam a máscara e não se protegem contra o contato e a contaminação desse vírus.


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor