De joelhos, Eduardo Costa ‘minion’ arrependido diz que 'errou' em brigas sobre política e pede perdão



3 de maio de 2020

Diante do desgaste do governo Jair Bolsonaro por conta da atuação frente à crise da pandemia do novo coronavírus, o cantor sertanejo Eduardo Costa, um dos declarados e ferrenhos defensores do governo, decidiu pedir desculpas. A informação é do site Metrópoles.

Durante a live do Cabaré, show de Eduardo Costa e Leonardo, transmitido nesta sexta-feira (1º de Maio) pelo YouTube, Leonardo puxou o tema, afirmando que o país precisava de união para enfrentar a Covid-19. 

“Hoje, o que está matando é a fome, amanhã, será a fome. Peço aos políticos, ao presidente, aos governadores e aos senadores que não se aproveitem deste momento terrível para brigar um com o outro. É hora de todo mundo se unir”, disse.

Eduardo Costa então se ajoelhou e pediu desculpas pelas brigas que promoveu para defender Bolsonaro. 

“Quero pedir perdão a todos, eu sei que ultrapassei os limites, quero pedir perdão”, disse o cantor. “Eu errei, me excedi, me arrependo profundamente, quero falar de música e cachaça. De política eu não quero falar nunca mais, só para ajudar o povo do Brasil”, concluiu.


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor