Depois do Congresso, STF decreta luto pelos 10 mil mortos da Covid-19. Como não temos Governo, Bolsonaro passeia de jet-ski


Ministro Dias Toffoli presidente do STF
(Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF)

O presidente do STF, Dias Toffoli, decretou neste sábado luto oficial de três dias na Corte devido às mais de 10 mil mortes pelo coronavírus no país. O ato veio na sequência de decreto de idêntico teor assinado pelos presidentes da Câmara e Senado. Enquanto isso, Bolsonaro passeou de jet-ski no Lago Paranoá em Brasília

9 de maio de 2020

Depois dos presidentes da Câmara e Senado, Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre, emitirem decreto neste sábado (9) decretando luto oficial de três dias devido às mais de 10 mil mortes pelo coronavírus no país, foi a vez do STF.  O presidente do Supremo, Dias Toffoli decretou neste sábado igualmente luto oficial de três dias no STF em razão da marca trágica. Enquanto isso, Jair Bolsonaro, depois de se divertir com a fake news do churrasco, saiu para passear de jet-ski durante a tarde.

“Os números, por si só, não dão conta do tamanho da tragédia. Cada vítima tinha um nome e projetos de vida que foram interrompidos, bem como familiares e amigos que agora sofrem com essa grande perda”, diz Toffoli em sua nota anunciando o decreto.

O ministro expressou “sentimentos de mais profunda tristeza e também nossa solidariedade aos familiares e aos amigos de cada um desses mais de dez mil brasileiros, cujos entes queridos foram, em grande parte, privados de uma justa despedida”.

“A saída para esta crise está na união, no diálogo e na ação coordenada, amparada na ciência, entre os Poderes, as instituições, públicas e privadas, e todas as esferas da federação desse vasto país.”


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor