Gilmar Mendes diz que Sérgio Moro é a mãe de Bolsonaro e critica mídia por endeusá-lo


Sérgio Moro e Gilmar Mendes
(Foto: ABr | STF)

Ministro do Supremo Tribunal Federal deixa claro que o neofascismo só chegou ao poder ao Brasil porque antes houve um período de autoritarismo judicial com a cumplicidade da mídia

1 de maio de 2020

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes,  criticou o papel da mídia corporativa em alimentar “falsos heróis” como o ex-juiz Sérgio Moro e cobrou uma autocrítica do setor. “Os meios de comunicação devem fazer uma análise crítica desses fenômenos”, disse ele.

Em entrevista concedida à Gaúcha Zero Hora, Gilmar Mendes também deixa claro que o neofascismo só chegou ao poder ao Brasil porque antes houve um período de autoritarismo judicial com a cumplicidade da mídia.

Ele considera a lava-jato a "mãe do bolsonarismo", e que é necessário ter mais cautela para a análise de todas as informações que ainda serão trazidas pelo ex-ministro da Justiça.


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor