2

São Gonçalo do Amarante - CE - Domingo 29 de novembro de 2020 - Ano: XIII - Edição: 4.424

Em meio a epidemia e a crise econômica Bolsonaro autoriza reajuste de 5% no preço do gás de cozinha



4 de junho de 2020 | Por: Esmael Morais

O presidente Jair Bolsonaro, em mais uma política para satisfazer acionistas privados, autorizou hoje (4) a Petrobras reajustar em mais 5% no preço do gás de cozinha.

Segundo pesquisa de preços realizada semanalmente pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o botijão de 13 kg pode custar até R$ 100, dependendo da região no País.

No Paraná, o botijão de 13 kg é vendido por R$ 82 no município de Assis Chateaubriand, Oeste do estado. 

Em Araraquara (SP), o combustível gás de cozinha tem o valor médio de R$ 79,42.

É importante o leitor saber que o preço final médio vendido para o consumidor, a dona de casa, é diferente daquele anunciado pela estatal na refinaria.

Dito isso, o preço médio da Petrobras será equivalente a R$ 24,08 por botijão de 13 quilos (kg). 

A Petrobras esclarece que igualou desde novembro de 2019, os preços do gás liquefeito de petróleo para os segmentos residencial e industrial/comercial e que o GLP é vendido pela Petrobras a granel.

As distribuidoras são as responsáveis pelo envase em diferentes tipos de botijão e, junto com as revendas, são responsáveis pelos preços ao consumidor final.


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor