2

São Gonçalo do Amarante - CE - Sexta-feira 04 Dezembro de 2020 - Ano: XIII - Edição: 4.429

Ministro interino da Educação anula última lambança do fascista Abraham Weintraub no MEC e retoma cotas na pós-graduação


Antonio Paulo Vogel
(Foto: José Cruz / Agência Brasil)

Diário Oficial desta terça-feira traz a decisão que torna sem efeito a última portaria de Abraham Weintraub

23 de junho de 2020

O último ato de Abraham Weintraub no Ministério da Educação, assinado antes da fuga para os Estados Unidos, foi anulado por seu sucessor interino. "O ministro interino da Educação, Antonio Paulo Vogel, tornou sem efeito portaria assinada por seu antecessor Abraham Weintraub, que retirava exigências para que universidades federais promovessem políticas de cotas em programas de pós-graduação", informa o jornalista Diego Freire, na CNN. 

"A medida revogada nesta terça foi publicada por Weintraub em edição do Diário Oficial da União (DOU) que circulou na madrugada da última quinta-feira (18). No mesmo dia, pela tarde, ele anunciou que deixaria o cargo de ministro da Educação. Sua exoneração foi publicada no sábado e, horas depois, anunciou estar nos Estados Unidos, onde aguarda a aprovação de sua indicação para o cargo de diretor-executivo do Banco Mundial. Com a vacância do cargo, Vogel, até então secretário-executivo do MEC, passou a atuar como ministro substituto", aponta ainda o repórter.

Na edição desta terça-feira (23) do Diário Oficial da União (DOU), como uma de suas primeiras medidas no posto, o interino tornou "sem efeito" a Portaria nº 545, de Weintraub, que gerou controvérsia por revogar o estímulo a ações afirmativas em cursos de pós-graduação.


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor