MPF assume inquérito que investiga lavagem de dinheiro e falsidade ideológica de Flávio Bolsonaro


Senador Flávio Bolsonaro
(Pedro França/Agência Senado/Flickr)

Investigação por falsidade ideológica e lavagem de dinheiro sai do MP estadual e vai para o MPF

12 de junho de 2020

O inquérito eleitoral que investiga se o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) cometeu os crimes de lavagem de dinheiro e falsidade ideológica eleitoral por incongruências em suas declarações de bens à Justiça Eleitoral passará das mãos do Ministério Público do Rio (MP-RJ) para as do Ministério Público Federal (MPF) no estado.

A decisão é do juiz Flávio Itabaiana, titular da 204ª Zona Eleitoral, onde o caso tramita, e ocorreu o último dia 3, depois que o MP-RJ mudou sua posição anterior de dar prosseguimento às investigações. A defesa do senador entrou com mandado de segurança na Justiça para ter acesso aos autos.

Em março, a Polícia Federal, que participou das investigações, enviou à Justiça um relatório defendendo o arquivamento do caso. No início de maio, o promotor Alexandre Themístocles, titular do MP-RJ junto à 204ª Zona Eleitoral, discordou desse relatório, defendendo o prosseguimento das investigações e solicitando o apoio do Grupo de Atuação Especializada no Combate à Corrupção (Gaecc) do MP-RJ, cujos promotores atuam no caso das suspeitas de “rachadinha” no antigo gabinete de Flávio na Alerj.

No fim do mês passado, porém, Themístocles reviu sua posição, pedindo o arquivamento do caso. Procurado, o MP não retornou. Com a decisão do juiz Itabaiana, o caso ficará com a 2ª Câmara Criminal do MPF.

(…)


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor