O cavaleiro da hipocrisia


Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Por Fernando Brito - 11 de junho de 2020

Não é para qualquer um, não.

Ser chamado de “hipócrita” no The New York Times é realmente algo no padrão Sergio Moro, como acontece hoje, num artigo de Gaspard Estrada, diretor executivo do Observatório Político para a América Latina e o Caribe da Universidade Sciences Po, em Paris.

Para ele, Moro meteu-se num “terreno pantanoso” ao deixar o governo Bolsonaro e passar a atacar o presidente, mas na sua “mudança repentina do ministro estelar de Bolsonaro para seu perseguidor, há um paradoxo de que os brasileiros não devem perder de vista”: 

“em 2017, como autoridade do judiciário, Moro condenou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e sua frase se tornou popular : ” A lei é para todos .” Mas quando as informações foram divulgadas mais tarde sobre como o ex-juiz manipulou os mecanismos de denúncia compensada e que ocultou evidências do processo no Supremo Tribunal Federal – ele sentenciou Lula da Silva por ” atos indeterminados de ofício ” com a aprovação do tribunal. do recurso de Porto Alegre, que considerou que a operação Lava Jato “ não precisa seguir regras processuais comuns ” -, ficou evidente que para ele a lei não é a mesma para todos.”

Estrada diz que Moro é hipócrita, por ter dado cobertura – “usou sua influência política” – a Bolsonaro em investigações sobre seu governo, “perdoou” o caixa-dois de Ônyx Lorenzoni ede ficar “calado diante de vários ultrajes democráticos” da administração federal:

Agora que deixou o governo, Moro redescobriu os benefícios do estado de direito e a liberdade de imprensa que ele contribuiu para colocar em risco. Não devemos esquecer isso.Hoje, a democracia brasileira está em perigo . Embora Moro tenha feito a coisa certa renunciando e denunciando possíveis violações da lei do presidente, o sistema de justiça brasileiro deve julgar as investigações de seus métodos como juiz e ministro o mais rápido possível.

A hipocrisia de Moro é tão flagrante que salta aos olhos de todos.


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor