2

São Gonçalo do Amarante - CE - Sexta-feira 23 de outubro de 2020 - Ano: XIII - Edição: 4.388

Bolsonaro constrangia visitantes e funcionários dizendo que máscara é 'coisa de viado'


Jair Bolsonaro dizia que máscara é 'coisa de v.'
(Foto: REUTERS/Adriano Machado)

Jair Bolsonaro constrangeu e amedrontou as pessoas que estiveram com ele ao longo da pandemia de Covid-19. Minimizou o surto de coronavírus, demonstrou desleixo e tratou com ironia e desprezo a preocupação das pessoas com o uso de acessórios de proteção, como a máscara, que em sua opinião, é 'coisa de viado'

8 de julho de 2020

Os relatos de pessoas que visitaram Jair Bolsonaro durante a pandemia da Covid-19 contam que nessas ocasiões viviam momentos de tensão. Bolsonaro se recusava a usar máscaras, o que constrangia os convidados e os induzia a fazer o mesmo, seguindo seu mau exemplo. Ignorava as recomendações e normas de isolamento e fazia questão de se aproximar para cumprimentar com um aperto de mão.

Ao perceber que o visitante estava tenso, segundo um deles relatou à coluna de Mônica Bergamo, dizia que aquele medo era besteira.

Bolsonaro fazia brincadeiras de mau gosto com funcionários, perguntando quem usava máscara e dizendo que aquilo era “coisa de viado”.



0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor