2

São Gonçalo do Amarante - CE - Segunda-feira 19 de outubro de 2020 - Ano: XIII - Edição: 4.384

Bolsonaro demite coordenadora do Inpe que chefiava monitoramento da devastação da Amazônia


Amazônia bate recorde diz Inpe em desmatamento no mês de junho.
 (Foto: Vinícius Mendonça/Ibama)

O governo Bolsonaro demitiu a coordenadora-geral de Observação da Terra do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), Lúbia Vinha. O núcleo é responsável pelos sistemas de monitoramento de desmatamento na Amazônia

13 de julho de 2020

Com o aumento da devastação da Amazônia, novos focos de tensão entre governo e Inpe se alastram. A exoneração da coordenadora-geral da Observação da Terra, Lúbia Vinhas, foi publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira (13).

A reportagem do jornal Folha de S. Paulo informa que “Lúbia é formada em ciência da computação pela Universidade Federal de São Carlos e tem mestrado e doutorado pelo Inpe. Segundo a Plataforma Lattes, ela é pesquisadora do instituto desde 1997 e já chefiou a Divisão de Processamento de Imagens.”

A matéria ainda acrescenta que “no final da tarde desta segunda, o Inpe divulgou nota em que afirma passar por um processo de "reestruturação" para "buscar sinergias e otimizar os recursos humanos e de infraestrutura do instituto para um funcionamento mais eficiente". O órgão também afirma que o monitoramento da Amazônia continuará ocorrendo de forma técnica.”


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor