2

São Gonçalo do Amarante - CE - Sábado 26 de setembro de 2020 - Ano: XII - Edição: 4.360

CNMP adia pela 41ª vez julgamento do caso do Power Point de Deltan Dallagnol contra Lula

Deltan Dallagnol

(Foto: Divulgação/Youtube)

Na sessão desta terça-feira (18), outros casos foram passados na frente, deixando de fora da pauta o processo que acusava o procurador da Lava Jato, Deltan Dallagnol, de ser parcial contra o ex-presidente. Ação já foi adiada outras 40 vezes

18 de agosto de 2020

O procurador Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Lava Jato, voltou a se beneficiar no Conselho Nacional do Ministério Público, que adiou nesta terça-feira (18) pela 41ª vez o caso do Power Point contra o ex-presidente Lula.

A mesma ação, que estava na pauta da sessão do órgão nesta manhã, já foi adiada outras 40 vezes. O vice-procurador-geral da República, Humberto Jacques de Medeiros, que conduziu a sessão, passou outros casos na frente, deixando esse processo de fora.

O caso, que julgaria um recurso apresentado pela defesa de Lula, continua em pauta e pode ser chamado na próxima sessão. Os advogados do ex-presidente argumentam que, na apresentação, Deltan mostrou Lula como culpado antes de ser julgado, e acusados de ter cometido atos que ainda estavam sendo investigados.

Nesta segunda-feira (17), duas decisões de ministros do Supremo Tribunal Federal beneficiaram o procurador, que chama as ações de “perseguição” contra ele. A primeira de Luiz Fux, que suspendeu a advertência aplicada contra Deltan em novembro de 2019 por críticas ao STF, e a segunda de Celso de Mello, que afetou outros dois processos.

Brasil 247

0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor