2

São Gonçalo do Amarante - CE - Quarta-feira 23 de setembro de 2020 - Ano: XII - Edição: 4.357

Moro vazou a delação a seis dias da eleição para eleger Bolsonaro e agora se sabe que a delação foi inventada, pleito tem que ser anulado

Deputado Paulo Teixeira (PT-SP)

(PT-SP) (Foto: Rogério Tomaz)

Paulo Teixeira defende anulação da eleição presidencial de 2018 após uso de delação fraudada de Palocci por Sérgio Moro

17 de agosto de 2020

"A utilização da delação mentirosa de Palocci demonstra o desvio da Lava Jato, que se politizou, perseguiu Lula e utilizou está delação para prejudicar Haddad. Está aí a prova cabal para a anulação da condenação de Lula por Sérgio Moro e para anular a própria eleição de 2018", escreveu o deputado Paulo Teixeira, em suas redes sociais.

O ex-juiz Sérgio Moro vazou a delação a seis dias da eleição para ajudar a eleger Jair Bolsonaro e agora se sabe que a delação foi inventada. À época, a delação falsa foi divulgada com estardalhaço pelo Jornal Nacional, como se pode ver no tweet abaixo.

Brasil 247


O Jornal Nacional deu matéria de 8min41seg sobre a delação de Palocci com acusações contra Lula. Notem a semiótica: quando Bonner fala em "com recursos ilícitos", jorra atrás dele dinheiro do duto da corrupção. E agora que a PF disse que a delação de Palocci não tem provas?

0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor