2

São Gonçalo do Amarante - CE - Sexta-feira 24 de outubro de 2020 - Ano: XIII - Edição: 4.389

Carlos Bolsonaro comprou apartamento no Rio com dinheiro vivo aos 20 anos

 23 de setembro de 2020

O vereador carioca Carlos Bolsonaro (Republicanos) tinha apenas 20 anos, em 2003, quando pagou R$ 150 mil em dinheiro vivo por um apartamento. O montante corresponde hoje a R$ 366 mil, em valores corrigidos pelo IPCA.

O apartamento pago em “moeda corrente do País, contada e achada certa”, conforme a escritura que oficializou o negócio, fica na Rua Itacuruçá, no bairro Tijuca, na Zona Norte da cidade do Rio de Janeiro, e ainda pertence ao parlamentar, de acordo com reportagem do jornal O Estado de S.Paulo.

O documento de compra e venda do imóvel foi obtido pelo jornal no cartório em que o negócio foi fechado. Foi a primeira aquisição imobiliária de Carlos, lançado à política pelo pai, o hoje presidente Jair Bolsonaro (sem partido), em 2000, antes de fazer 18 anos.

Uma advogada ouvida pelo Estadão sob condição de anonimato disse que a expressão “moeda corrente, contada e achada certa” na escritura não deixa dúvidas de que o pagamento foi feito em espécie. Essa prática não é crime, mas costuma ser apontada como indício de suposta lavagem de recursos, já que não deixa rastro no sistema financeiro se o dinheiro não passar por um banco. Segundo a especialista, a aquisição do imóvel por essa forma de pagamento só desperta estranheza se a origem dos recursos não estiver evidente.

Brasil 247

0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor