2

São Gonçalo do Amarante - CE - Terça-feira 01 Dezembro de 2020 - Ano: XIII - Edição: 4.426

Com alta descontrolada dos alimentos, governo Bolsonaro imita Sarney e reedita "Sunab"

 



(Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Secretaria do Ministério da Justiça poderá aplicar multas de até R$ 10 milhões em supermercados, caso encontre "preços abusivos"

10 de setembro de 2020

O Ministério da Justiça do governo do presidente Jair Bolsonaro, comandado por André Mendonça, decidiu atuar nesta quarta-feira (9) contra os supermercados em meio ao aumento de preços e à retenção de produtos. A atuação do ex-capitão diante dessa crise tem sido comparada com a do ex-presidente José Sarney.

Segundo informações do jornalista Murillo Camarotto, do Valor Econômico, a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), do Ministério da Justiça, deu cinco dias para supermercados, cooperativas de alimentos e associações justificaram o aumento nos preços. Caso a Senacon entenda que há preços abusivos, multas de até R$ 10 milhões podem ser aplicadas, segundo a entidade.

Revista Fórum

0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor