2

São Gonçalo do Amarante - CE - Quinta-feira 29 de outubro de 2020 - Ano: XIII - Edição: 4.394

Folha de S. Paulo amarelou para as mentiras contadas por Bolsonaro na ONU, diz ombudsman do jornal

(Foto: Marcos Corrêa/PR)

Jornalista Flávia Lima critica a Folha por ter passado pano para o discurso de Jair Bolsonaro nas Nações Unidas e tratado suas mentiras como "erros e imprecisões"

27 de setembro de 2020

O jornal Folha de S. Paulo cometeu um erro grave ao tratar as mentiras contadas por Jair Bolsonaro em seu discurso na ONU como "erros e imprecisões". A avaliação é da jornalista Flávia Lima, ombudsman do jornal, em sua coluna deste domingo.

"Em uma fala na qual o presidente disse que não faltaram, nos hospitais, os meios para atender aos pacientes de Covid, que houve uma alta do investimento estrangeiro no Brasil no primeiro semestre e que mantém uma política de tolerância zero com o crime ambiental, entre outros dados falsos, a Folha estampou em manchete o título 'Bolsonaro se defende na ONU sobre pandemia e queimadas'", escreveu a jornalista.

Ela lembra que "a palavra mentira aparece pouco em títulos do jornal" e diz que "jornais têm certa dificuldade de chamar algumas coisas pelo nome — mentira é uma delas". Ela diz ainda que "o jornal não pode se dispensar da tarefa de dar o peso —e o nome—devido aos fatos."

Brasil 247

0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor