2

São Gonçalo do Amarante - CE - Domingo 29 de novembro de 2020 - Ano: XIII - Edição: 4.424

Globo Lixo e jornalões falidos não se indignam com salário mínimo de R$ 1.067

Trabalhadores brasileiros são escravizados com a desvalorização do salário mínimo.

Os virulentos editoriais de Globo, Estadão, Folha, et caterva, não se apresentaram neste “day after” ao projeto de orçamento que escraviza o povo brasileiro e privilegia banqueiros e especuladores

Por Esmael Morais | 2 de setembro de 2020

Trabalhadores brasileiros são escravizados com a desvalorização do salário mínimo.

Trabalhadores brasileiros são escravizados com a desvalorização do salário mínimo.

O salário de mínimo de fome de R$ 1.067, proposto pelo governo Jair Bolsonaro, não gerou protestos da Globo e dos demais jornalões da velha mídia. Pelo contrário. Eles todos ficaram contentes, silentes, porque assegura o quinhão dos bancos no Orçamento Público.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, enviou ontem ao Congresso o projeto de Orçamento da União prevendo o mínimo de R$ 1.067. Atualmente é de R$ 1.045. Portanto, na prática há um congelamento no preço da mão de obra do trabalhador.

Apesar da evidente carestia, desemprego de 80 milhões de brasileiros, o salário mínimo ficará abaixo do mínimo necessário para a sobrevivência da família do trabalhador, desvalorizado, arrochado, esmagado, sem poder de compara.

De acordo com o respeitado Dieese, o salário mínimo do trabalhador deveria ser R$ 4.800 para atender as necessidades básicas de uma família com saúde, educação, alimentação, moradia, cultura e lazer, como determina a Constituição Federal.

Os virulentos editoriais de Globo, Estadão, Folha, et caterva, não se apresentaram neste “day after” ao projeto de orçamento que escraviza o povo brasileiro e privilegia banqueiros e especuladores.

A única menção, hoje, foi da “Folha Bank” que pregou mais desgraça com retirada de mais direitos de servidores públicos em benefício de sua maquininha amarela, qual seja, dos sócios da PagSeguro S/A.

Segundo editorial da Folha, “falta uma reforma administrativa que normalize, com o tempo, a folha de salários.”

Esses jornalões deveriam estar registrados na CVM, pois, eles não fazem jornalismo nem aqui nem na China; eles fazem especulação financeira em desfavor do povo para beneficiar os bancos.

Blog do Esmael

0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor