2

São Gonçalo do Amarante - CE - Domingo 20 de setembro de 2020 - Ano: XII - Edição: 4.355

Parlamento Europeu deverá denunciar Bolsonaro ao Tribunal Penal Internacional por "crime contra a humanidade” por não proteger a Amazônia

Parlamento Europeu / Jair Bolsonaro / Amazônia

(Foto: Reuters | Carolina Antunes/PR)

Documento elaborado pelo Parlamento Europeu aponta que a falta de poteção do governo brasileiro com a Amazônia poderia ser qualificada como "crime contra a humanidade"

3 de setembro de 2020

O Parlamento Europeu cogita usar o Tribunal Penal Internacional (TPI), com sede em Haia, contra o governo de Jair Bolsonaro por crime contra a humanidade na falta de proteção da Amazônia brasileira.

Segundo o jornalista Chamil Chade, colunista do UOL, a avaliação faz parte de um documento elaborado pela Direção Geral de Política Externa do Parlamento Europeu, que aponta que o que acontece no Brasil poderia ser qualificado de "crime contra a humanidade".

"Os informes de análise da administração servem para subsidiar os trabalhos dos parlamentares e dar orientação sobre possíveis ações a serem tomadas", diz o jornalista.

Em 2019, com os grandes incêndios que tomaram conta da região, o tema da Amazônia passaram a ser discutidos por países estrangeiros, principalmente a França. O presidente francês, Emmanuel Macron, e Bolsonaro começaram uma inimizade a partir de então.

O Parlamento Europeu também pensa em reforçar o monitoramento envolvendo o acordo de livre-comércio Mercosul-União Europeia (UE), na falta de segurança sobre a preservação da floresta.

Brasil 247

0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor