2

São Gonçalo do Amarante - CE - Terça-feira 01 Dezembro de 2020 - Ano: XIII - Edição: 4.426

Folha de S. Paulo que apoiou o golpe detona Ernesto Araújo e seu orgulho em ser pária internacional

Foto: Divulgação

Aquele que é considerado o pior diplomata do mundo e vem destruindo a imagem do Itamaraty foi alvo de um duro editorial da Folha de S. Paulo

28 de outubro de 2020

O chanceler Ernesto Araújo, que é considerado o pior diplomata do mundo, foi alvo de um duro editorial da Folha de S. Paulo, jornal que apoiou o golpe de 2016, que abriu espaço para a ascensão da extrema direita e para o fim da política externa soberana que vinha sendo conduzida pelos governos progressistas no Brasil. "O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, habita uma realidade paralela. Enquanto no mundo as conexões internacionais constituem um sistema de trocas e interdependência, no qual instituições multilaterais atuam para dirimir conflitos, o chanceler brasileiro dedica-se a enfrentar moinhos de vento e tigres de papel", diz o texto.

"Em discurso durante cerimônia de formatura de uma turma do Instituto Rio Branco, o ministro, em esforço retórico para defender o governo Jair Bolsonaro e a si mesmo, cometeu a proeza de declarar que, se a atual política externa 'faz de nós um pária internacional, então que sejamos esse pária'", aponta ainda o editorialista.

"Afora a destruição do soft power que o Brasil acumulou em décadas, com base em sua diplomacia equilibrada, em sua pujança cultural e em seus esforços ambientais, Araújo sabota o que deveria ser o objetivo primeiro de sua pasta —servir de facilitadora para a conquista de mercados e a inserção do país nos fluxos de comércio global", conclui o texto.

Brasil 247

0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor