2

São Gonçalo do Amarante - CE - Sexta-feira 04 Dezembro de 2020 - Ano: XIII - Edição: 4.429

Hacker guardou conversas inéditas da Lava Jato, vem chumbo grosso por aí e tenta fechar delação premiada

(Foto: Reuters)

Thiago Eliezer dos Santos garante que tem conversas inéditas hackeadas de celulares de integrantes da Lava Jato, como Sergio Moro, mas uma possível delação não poderia contar com as mensagens porque sua origem é ilícita

28 de outubro de 2020

O hacker Thiago Eliezer dos Santos, apontando como responsável pela hackeamento do celular de autoridades públicas, como o ex-juiz Sergio Moro, quer fechar um acordo de delação premiada com a Polícia Federal. As informações são do jornal O Globo.

De acordo com a reportagem, Thiago guardou um acervo de conversas inéditas envolvendo integrantes da Operação Lava Jato. Segundo as  investigações da Operação Spoofing, o hacker foi denunciado pelo Ministério Público Federal pela interceptação ilegal de conversas telefônicas e invasão de celulares.

Na investigação ele foi identificado como “professor”, por orientar Walter Delgatti Neto, outro acusado no processo, em como invadir o aplicativo Telegram de autoridades.

Brasil 247

 

0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor