2

São Gonçalo do Amarante - CE - Quarta-feira 21 de outubro de 2020 - Ano: XIII - Edição: 4.386

Primeira voadora de Bolsonaro será em vice-líder de seu governo, que foi pego com dinheiro da Saúde entre as nádegas, segundo a PF

 

15/10/2020

Como observou o candidato do Psol à Prefeitura de São Paulo, Guilherme Boulos, faz uma semana o presidente da República Jair Bolsonaro declarou que tinha acabado a corrupção no governo federal.

Hoje, ele repetiu a bravata, dizendo que daria uma voadora em integrantes de seu governo flagrados em escândalos.

Bolsonaro poderia se auto-aplicar uma voadora, já que o esquema de rachadão que financiou o clã familiar em campanhas eleitorais e no enriquecimento ilícito, de acordo com o Ministério Público do Rio de Janeiro, foi bancado com dinheiro público — salários de servidores desviados na Câmara Federal, na Assembleia Legislativa do Rio e na Câmara Municipal do Rio.

O filho de Bolsonaro, senador Flávio, pode ser indiciado pelo MP carioca por lavagem de dinheiro e formação de quadrilha, dentre outros crimes.

Hoje, no entanto, um caso emblemático aconteceu envolvendo um dos vice-líderes do governo Bolsonaro no Congresso, de acordo com a revista Crusoé.

Uma ação da Polícia Federal na casa do senador Chico Rodrigues (DEM-RR), em Boa Vista, fez a apreensão de 30 mil reais em dinheiro vivo.

Parte do dinheiro estava escondida na cueca e entre as nádegas do senador. De acordo com a revista, que é porta-voz da PF, a ação foi filmada — mas as imagens não foram divulgadas.

A ação mirava desvio de dinheiro público da Secretaria de Saúde de Roraima. Cerca de R$ 20 milhões em emendas parlamentares para combater a covid-19 teriam turbinado o esquema de corrupção.

Viomundo

0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor