2

São Gonçalo do Amarante - CE - Sexta-feira 24 de outubro de 2020 - Ano: XIII - Edição: 4.389

Rodrigo Maia diz que chefe do PCC não estaria solto se MP respeitasse a lei

12 DE OUTUBRO DE 2020

Neste domingo (11), durante entrevista à Globo News, Rodrigo Maia questionou a decisão do presidente do STF, Luiz Fux, que revogou a soltura do traficante André do Rap, determinada pelo ministro Marco Aurélio Mello.

O deputado pregou respeito à lei e sugeriu ter havido falhas na conduta do Ministério Público no processo. “Já vi casos de pessoas que ficaram presas oito meses, um ano, um ano e meio sem oferecimento de denúncia, apenas com uma prisão preventiva. Será que é o certo?”, questionou Maia.

“Se o procurador tivesse, no prazo de 90 dias, respeitado a lei, certamente o ministro Marco Aurélio não teria liberado o traficante. A lei existe, ela é feita para respeitar”, continua.

Para Maia, o debate sobre a lei é “muito mais profundo” pois, via de regra, ela vale para todos — incluindo os agentes públicos do MP que pediram a prisão de André do Rap e aqueles que acataram a determinação.

DCM

0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor