2

São Gonçalo do Amarante - CE - Segunda-feira 12 de Abril de 2021 - Ano: XIII - Edição: 4.558

Caso Queiroz: William Bonner e Renata, da Globo, são intimados pela polícia do Rio a depor

(Foto: @jornalnacional)

Os depoimentos foram solicitados no contexto de "desobediência a decisão judicial sobre perda ou suspensão de direito", no que se refere à proibição da Rede Globo de publicar informações sobre investigação sigilosa do possível esquema de "rachadinha" de Flávio Bolsonaro e Queiroz

4 de dezembro de 2020

Os jornalistas e apresentadores do Jornal Nacional, da Rede Globo, William Bonner e Renata Vasconcellos foram intimados pela Polícia Civil do Rio de Janeiro a depor por suposto crime de desobediência a decisão judicial no que se refere a publicações que envolvem a investigação do possível esquema de "rachadinha" no gabinete da Alerj (Assembleia Legislativa do RJ) do senador Flávio Bolsonaro, conhecido como "Caso Queiroz".

A TV Globo ainda não se manifestou sobre o assunto.

A emissora foi proibida por decisão de Cristina Feijó, juíza da 33ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Rio, de publicar informações sigilosas sobre a investigação do caso. Os depoimentos de Bonner e Renata foram solicitados no contexto de investigação policial sobre suposta "desobediência a decisão judicial sobre perda ou suspensão de direito", segundo o UOL.

Os jornalistas foram intimados a comparecer à sede da DRCI (Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática), no bairro de Benfica, na zona norte do Rio, na próxima quarta (9). A oitiva de Bonner está marcada para às 14h30 e a de Renata para às 14h.

Segundo os mandados, caso Bonner e Renata não se apresentem sem justificativa, ambos incorrerão em "crime de desobediência, previsto no artigo 330 do Código Penal".

Brasil 247

0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor