2

São Gonçalo do Amarante - CE - Segunda-feira 12 de Abril de 2021 - Ano: XIII - Edição: 4.558

Globo que apoiou o golpe, renova guerra com Bolsonaro e Pedro Bial o chama de "desgovernante", "inominável" e "acéfalo"

(Foto: Reprodução | Alan Santos/PR)

"Sem máscara e sem noção, ele causou aglomeração. O inominável contribuiu de forma decisiva para que mais gente morresse. Agora se supera, delirante, ao desprezar a única solução: a vacina", disse o apresentador

17 de dezembro de 2020

A guerra entre o governo Bolsonaro e a Globo, que apoiou o golpe de estado de 2016 e hoje atravessa profunda crise financeira, ganhou um novo capítulo na noite de ontem, quando o apresentador leu um duro editorial contra o presidente que ajudou a eleger. Bial classificou Bolsonaro como "inominável" e "desgovernante".

"Na pandemia desse 2020 nefasto, o Brasil se destacou. Desde o início, nosso desgovernante tentou negar a gravidade da crise, seguiu inventando remédios milagrosos, sabotou ministros da saúde e educação. Deu os piores exemplos", afirmou o jornalista.

"Sem máscara e sem noção, ele causou aglomeração. O inominável contribuiu de forma decisiva para que mais gente morresse. Agora se supera, delirante, ao desprezar a única solução: a vacina. Como disse o próprio acéfalo que hoje ocupa o Palácio do Planalto: morrer todo mundo vai morrer mesmo. Pior quem tem uma vida pela frente", disse ainda Bial.

Brasil 247

0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor