2

São Gonçalo do Amarante - CE - Segunda-feira 1º de Março de 2021 - Ano: XIII - Edição: 4.516

"Bolsonaro é um criminoso contumaz", diz colunista Ascânio Sêleme de O Globo

(Foto: ABr | Reprodução)

"Deveria ser julgado por apoiar o golpe de 1964, apoiar motim da PM, tentar interferir na PF, apoiar manifestações antidemocráticas, se calar diante de declarações antidemocráticas de ministros, ameaçar o STF, atentar contra a vida na pandemia", diz Ascânio Sêleme

23 de janeiro de 2021

O jornalista Ascânio Sêleme, colunista do jornal O Globo, que apoiou o golpe de 2016 e a prisão política do ex-presidente Lula, hoje aponta os diversos crimes cometidos por Jair Bolsonaro, defendendo seu impeachment. "Até o momento, 61 pedidos de impeachment de Bolsonaro foram encaminhados ao Congresso por partidos políticos e entidades civis. O presidente deveria ser julgado por apoiar o golpe de 1964, apoiar motim da PM, tentar interferir na PF, apoiar manifestações antidemocráticas, se calar diante de declarações antidemocráticas de ministros, ameaçar o STF, ameaçar procuradores, atentar contra a vida na pandemia, entre outros crimes", escreve ele, em sua coluna.

No entanto, ele demonstra pouco otimismo em relação ao impeachment. "Ao que parece, mais uma vez o Congresso vai dar as costas aos brasileiros", afirma. "Como se vê, o presidente do Brasil é um criminoso contumaz. E a maioria dos 594 deputados e senadores que vão eleger os novos chefes das duas casas do Congresso tende a se alinhar àqueles que já disseram publicamente que os erros de Bolsonaro são desculpáveis ou que ele não cometeu crime. Não precisa ser muito esperto para entender o que a constatação explica. E a sua compreensão depõe ainda mais contra o Congresso brasileiro. Deputados e senadores estão trocando votos por cargos, vantagens e benesses do poder executivo, como sempre."

Brasil 247 

0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor