2

São Gonçalo do Amarante - CE - Domingo 17 de Janeiro de 2021 - Ano: XIII - Edição: 4.473

Incapaz de comprar agulhas e seringas, governo Bolsonaro agora proíbe exportações

(Foto: Reuters)

Após o Ministério da Saúde fracassar em sua última tentativa de compra de seringas e agulhas, o governo brasileiro decidiu proibir a exportação desses materiais. A decisão foi informada neste domingo (3) pela secretaria de Comércio Exterior do Ministério da Economia

4 de janeiro de 2021

Sputnik – Em meio às dificuldades do governo federal e de estados para comprar agulhas e seringas, o Ministério da Economia decidiu proibir a exportação desses materiais, escreve o portal G1. Diante da iminente chegada de vacinas contra a COVID-19 ao Brasil, diversos estados têm enfrentado dificuldades para conseguir comprar seringas.

Enquanto empresas brasileiras têm justificado a impossibilidade de fornecer o material ao país por já estarem comprometidas com o mercado internacional, em perfil nas redes sociais, o Ministério da Saúde chamou de "fake news" notícias sobre o desempenho do governo na busca por seringas.

Brasil 247

0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor