2

São Gonçalo do Amarante - CE - Terça-feira 11 de Maio de 2021 - Ano: XIII - Edição: 4.587

"Bolsonaro está em pânico com a CPI do Genocídio", diz Reinaldo Azevedo

(Foto: Reprodução | Reuters)

"O governo teme mais as consequências políticas da exposição de seus desatinos na CPI do que propriamente as consequências jurídicas", escreve o jornalista

27 de abril de 2021

"Jair Bolsonaro está em pânico com a CPI. A verdade é que não contava com ela. Sim, caros: CPIs, por si, não punem ninguém. Encaminham suas conclusões ao Ministério Público. Este que temos é o que é: Augusto Aras, procurador-geral da República, decidiu ser um escudo protetor do presidente. Seu braço direito na PGR, a subprocuradora-geral Lindora Araújo, próxima da família Bolsonaro, prefere voltar suas baterias contra os governadores", postou o jornalista Reinaldo Azevedo, em seu twitter.

"E a parte do MPF que não orbita em torno da dupla está empenhada em defender os próceres da extinta Lava Jato das ilegalidades que cometeram. É impressionante o que está em curso! O governo teme mais as consequências políticas da exposição de seus desatinos na CPI do que propriamente as consequências jurídicas — no curto prazo ao menos. E assim, nada acontece."

Brasil 247

0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor