2

São Gonçalo do Amarante - CE - Terça-feira 13 de Abril de 2021 - Ano: XIII - Edição: 4.559

Com mais de 4 mil mortes por dia, Bolsonaro volta a atacar lockdown: 'não vamos aceitar a política do fique em casa'

(Foto: Alan Santos/PR)

Durante visita à cidade de Chapecó, Jair Bolsonaro voltou a criticar o método mais eficaz para reduzir o contágio da Covid-19. "Vamos buscar alternativas, não vamos aceitar a política do 'fique em casa, feche tudo', lockdown", afirmou

7 de abril de 2021

O presidente Jair Bolsonaro voltou afirmar nesta quarta-feira (7) que não haverá um lockdown no Brasil para contar a pandemia de Covid-19.

A afirmação de Bolsonaro acontece um dia depois de o país alcançar mais um recorde no número diário de mortes causadas pela Covid-19: foram 4.195 óbitos registrados em 24 horas.

"Vamos buscar alternativas, não vamos aceitar a política do 'fique em casa, feche tudo', lockdown. O vírus não vai embora. Esse vírus, como outros, vieram pra ficar, e vão ficar a vida toda. É praticamente impossível erradicá-lo", disse o presidente.

A declaração de Bolsonaro foi feita em Chapecó (SC), onde o presidente visitou o Centro Avançado de Atendimento Covid-19.

Sputnik Brasil

0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor