2

São Gonçalo do Amarante - CE - Sexta-feira 23 de Julho de 2021 - Ano: XIII - Edição: 4.659

Eduardo Bolsonaro está no alvo da CPI do Genocídio

(Foto: Jane de Araújo/Agência Senado)

Com o depoimento de Ernesto Araújo nesta terça-feira (18), senadores podem abrir caminho para investigar Eduardo Bolsonaro, filho do presidente. Também Filipe Martins, assessor para assuntos internacionais do Planalto, está na mira da CPI da Covid

18 de maio de 2021

Depois de Carlos Bolsonaro, que já está no radar das investigações, outro filho do presidente, Eduardo, poderá entrar no alvo da CPI da Covid. O assessor internacional da Presidência, Filipe Martins, também poderá ser investigado.

Os senadores também pretendem usar o depoimento do ex-chanceler Ernesto Araújo nesta terça-feira (18), para direcionar as investigações para a atuação do deputado federal Eduardo Bolsonaro e do assessor internacional da Presidência da República, Filipe Martins, aponta reportagem da Folha de S.Paulo.

A semana promete ser quente na CPI da Covid. Além de Ernesto Araújo e do ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello, será ouvida a atual secretária de Gestão do Trabalho e da Educação do Ministério da Saúde, Mayra Pinheiro, conhecida como capitã cloroquina.

Ernesto Araújo será questionado sobre os danos provocados na relação entre Brasil e China com as declarações de Eduardo Bolsonaro. Os senadores querem saber também sobre a influência do filho 03 e do assessor Filipe Martins na elaboração de uma política externa ideológica, contrária à China e à Venezuela.

Brasil 247

0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor