2

São Gonçalo do Amarante - CE - Sexta-feira 23 de Julho de 2021 - Ano: XIII - Edição: 4.659

Intelectuais judeus classificam Jair Bolsonaro como fascista, nazista e genocida



 (Foto: Reprodução | Reuters | Aroeira)

Leia a íntegra do manifesto assinado por intelectuais judeus que classificam o governo Bolsonaro como fascista, nazista e genocida

31 de maio de 2021

“É chegada a hora de nós, intelectuais, livres-pensadores, judeus e judias progressistas, descendentes das maiores vitimas do regime nazista, posicionarmos, como atores sociais diante do debate público sobre o atual momento nacional”, dizem intelectuais judeus, que assinam um manifesto que carimba Jair Bolsonaro como nazista. “As reiteradas reportações racistas e nazistas do governo Bolsonaro,  o uso de símbolos fascistas e referência à extrema-direita não podem deixar dúvidas”, aponta ainda o texto. Leia a íntegrado manifesto, que teve mais de 230 adesões,  e confira vídeo do historiador Michel Gherman, que explica o paralelo entre bolsonarismo e nazismo:

É preciso chamar as coisas pelo nome

É chegada a hora de nós, intelectuais, livres-pensadores, judeus e judias progressistas, descendentes das maiores vitimas  do regime nazista, posicionarmos, como atores sociais diante do debate público sobre o atual momento nacional. É perceptível que o governo encabeçado por Jair Bolsonaro tem fortes inclinações  nazistas e fascistas

É preciso chamar as coisas pelo nome.

Perspectivas conspiratórias e antidemocráticas produzem, tal qual o fascismo e o nazismo, inimigos e aliados imaginários.

Se não judeus, como o caso do Terceiro Reich, esquerdistas; se não ciganos, cientistas; se não comunistas, como na Itália fascista, feministas. A ideia de uma luta constante contra ameaças fantasmagóricas continua.

Porém há mais. As reiteradas reportações racistas e nazistas do governo Bolsonaro, o uso de símbolos fascistas e referência à extrema-direita não podem deixar dúvidas.

O projeto de poder avança. Genocídio, destruição das estruturas democráticas do Estado e práticas eugênicas estão escancaradas. Cabe a nós  brasileiros e brasileiras impedir que cheguemos a uma tragédia maior.

O Fora Bolsonaro deve ser o chamado uníssono da hora. É o chamado contra o genocídio.

Brasil 247

0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor