2

São Gonçalo do Amarante - CE - Sexta-feira 23 de Julho de 2021 - Ano: XIII - Edição: 4.659

Senador Eduardo Cloroquina Girão espalha fake news na CPI e fala em células de fetos abortados na Coronavac

(Foto: Jefferson Rudy)

Em resposta, o diretor do Butantan, Dimas Covas, explicou que o imunizante produzido no instituto é feito com o SARS-CoV-2 inativado e replicado em outra família de células, as Vero. Essas são derivadas do rim de um macaco dos anos 1960

27 de maio de 2021

Senador da base governista, Eduardo Cloroqina Girão questionou Dimas Covas, diretor do Instituto Butantan, sobre a presença de células "extraídas de fetos abortados" na CoronaVac.

As fake news continuam viralizando nas redes sociais durante as investigações da CPI da Covid. Nesta quinta-feira (27), o senador da base governista, Eduardo Cloroquina Girão, insinuou que a CoronaVac é feita com células de fetos que foram abortados.

O boato de que vacinas são feitas com fetos abortados é antigo, tendo sendo desmentido em outras oportunidades. A CoronaVac, por sua vez, nunca utilizou esse tipo de material.

Ela é feita com o SARS-CoV-2 inativado e replicado em outra família de células, as Vero. Essas são derivadas do rim de um macaco dos anos 1960.

Sputnik Brasil

0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor