2

São Gonçalo do Amarante - CE - Terça-feira 28 de Setembro de 2021 - Ano: XIII - Edição: 4.726

'É chegada a hora de dizer que erramos', diz colunista do UOL sobre papel da imprensa na Lava Jato

"Nós da imprensa tivemos papel fundamental no surgimento dessa lenda. Apesar de quase sempre avessos à autocrítica, é chegada a hora de dizer com todas as letras: erramos”, escreve o jornalista Chico Alves

29 de janeiro de 2021

Diante do desgaste da Operação Lava Jato, o colunista Chico Alves, do UOL, publicou um artigo no qual apresenta uma autocrítica sobre o apoio à farsa judicial que quebrou empresas brasileiras e impediu Lula de ser candidato em 2018.

Segundo ele, “praticamente todas as instituições da República, a imprensa inclusive, avalizaram essa bravata [da Lava Jato]” e o ex-juiz Sergio Moro e a força-tarefa da Lava Jato utilizaram “expedientes que estão fora dos manuais jurídicos” - como “uso abusivo das delações premiadas, divulgação estratégica de dados sigilosos e parceria indevida entre acusadores e magistrado”.

“Essas reclamações passariam apenas como choro dos advogados de defesa, não fosse a atuação de hackers que invadiram ilegalmente o aplicativo de mensagens de Moro, Deltan Dallagnol e sua turma”, afirmou.

“Os bate-papos confirmaram as acusações contra o juiz e os procuradores, revelando um indevido jogo combinado entre eles”, destacou.

Ele ressaltou ainda que, diante disso, “é preciso arrancar o ex-juiz e os procuradores do pedestal em que se instalaram. Seus admiradores precisam avaliar objetivamente as acusações e tirar conclusões desapaixonadas”.

“Isso vale tanto para o cidadão comum quanto para as instituições que inflaram a aura de perfeição. Nós da imprensa tivemos papel fundamental no surgimento dessa lenda. Apesar de quase sempre avessos à autocrítica, é chegada a hora de dizer com todas as letras: erramos”, conclui.

Brasil 247

0 comments:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor