2

São Gonçalo do Amarante - CE - Quarta-feira 22 de Setembro de 2021 - Ano: XIII - Edição: 4.720

Traídos por Bolsonaro, caminhoneiros vão à greve em todo o País, neste 1º de fevereiro

 30 de janeiro de 2021

Os caminhoneiros foram os mais chifrados pelo presidente Jair Bolsonaro, que lhes prometeu amor, mas lhe deu traição com congelamento de frete, aumento do diesel e do pedágio. Por isso os profissionais da estrada irão parar na segunda-feira, 1º de fevereiro.

Com medo dos motoristas de caminhão, o presidente Bolsonaro apelou na semana para que eles não fizessem greve –porém o governo anunciou novo reajuste no diesel e na gasolina, o que elevou o descontentamento da categoria.

As principais entidades que convocaram o movimento paredista dizem que não conseguem parar a greve, que já foi deflagrada em todo o país.

A greve dos caminhoneiros visa cancelar a venda das refinarias da Petrobras e desvincular do preço dos combustíveis a cotação internacional do petróleo e a variação cambial do dólar.

Na última terça-feira (26), com a anuência do mandatário, a Petrobras elevou de novo o preço da gasolina em 5% e do diesel em 4,4% nas refinarias.

Segundo tabela de preços do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), desta semana, o preço do óleo Diesel S500 e Diesel S10 pode variar entre R$ 3,60 e R$ 4,69 –dependendo da região.

A gasolina é vendida até R$ 5 o litro enquanto o gás de cozinha também pode alcançar R$ 100 o botijão de 13 kg.

Blog do Esmael

0 comments:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor