2

São Gonçalo do Amarante - CE - Domingo 19 de Setembro de 2021 - Ano: XIII - Edição: 4.717

Camilo Santana rejeita encontro com Bolsonaro nesta sexta-feira no Ceará para evitar aglomerações em plena pandemia

(Foto: REUTERS/Adriano Machado | José Wagner/GOVCE)

No pior momento da pandemia no país, o governador Camilo Santana diz que a visita de Bolsonaro ao estado é "risco real" de aglomerações. "Tenho todo respeito à autoridade, mas não posso compactuar com aquilo que considero um grave equívoco", afirmou

25 de fevereiro de 2021

O governador do Ceará, Camilo Santana, afirmou que não participará da agenda que Jair Bolsonaro realiza no estado nesta sexta-feira (26).

Em uma rede social, Santana disse que a ida de Bolsonaro ao estado provoca uma "real possibilidade" de aglomerações de pessoas, enquanto o estado e o país vivem seu pior momento na pandemia do novo coronavírus.

"Sobre a vinda do Presidente da República ao Ceará, amanhã, para a assinatura de ordens de serviço e visitas a obras, conforme a imprensa tem noticiado, não estarei presente a qualquer desses eventos, diante da real possibilidade de muitas aglomerações, algo frontalmente contrário à gravíssima crise sanitária que vivemos neste momento, com o aumento preocupante de casos e óbitos", afirmou.

"Tenho todo respeito à autoridade, mas não posso compactuar com aquilo que considero um grave equívoco", acrescentou o governador petista.

Segundo o jornal Diário do Nordeste, a cidade de Tianguá, na região da Serra da Ibiapaba, será o primeiro destino de Jair Bolsonaro no Ceará. Lá, ele deve participar da cerimônia de assinatura de três ordens de serviços para obras em rodovias federais no Estado. Em seguida, ele deve seguir para vistoriar as obras de duplicação da BR-222, no trecho que liga o município de Caucaia ao Porto do Pecém em São Gonçalo do Amarante.

Diário do Nordeste

0 comments:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor