2

São Gonçalo do Amarante - CE - Domingo 19 de Setembro de 2021 - Ano: XIII - Edição: 4.717

JOAQUIM DE CARVALHO | Médica que usou cloroquina em Manaus é investigada por homicídio

Michelle Checter e Jocicleia (reprodução) (Foto: Michelle Checter e Jocicleia -  reprodução)

Os advogados da ginecologista Michelle Chechter tentam interromper o inquérito, mas não conseguiram nem na primeira nem na segunda instância da Justiça no Estado do Amazonas, conta Joaquim de Carvalho

26 de maio de 2021

Colunista do 247, foi subeditor de Veja e repórter do Jornal Nacional, entre outros veículos. Ganhou os prêmios Esso (equipe, 1992), Vladimir Herzog e Jornalismo Social (revista Imprensa). E-mail: joaquim@brasil247.com.br

...

A ginecologista Michelle Chechter, que fez experimento com cloroquina na Maternidade Dona Lindu em Manaus, é investigada por homicídio no inquérito que corre na 15ª Delegacia de Polícia Integrada, na capital amazonense.

Em 2 de março, uma paciente tratada pela médica, a técnica em radiologia Jucicleia de Sousa Lira, morreu, 27 dias depois de dar à luz um bebê e continuar internada em razão da covid-19.

Jucileia, que tinha 33 anos, foi submetida a um experimento com cloroquina sem autorização de um comitê de ética em pesquisa, o que é ilegal.

Com a ajuda do marido, Gustavo Maximiliano Dutra, também médico, Michelle aplicou cloroquina nebulizada em Jucicleia e gravou um vídeo em que a induz a aprovar o medicamento, que é ineficaz contra a doença segundo estudos científicos de credibilidade.

“Olha lá, pessoal, hidroxicloroquina nebulizada, igual ao do doutor Vladimir Zelenko. Vocês vão acompanhando aqui comigo. Estou filmando para vocês verem que é verdade. Está melhorando, Jucileia? Melhorou de zero a dez  quanto?

Jucicleia responde e a médica continua:

“De zero a dez, melhorou oito a falta de ar.”

Em outro vídeo, ela pede que Jucicleia comente:

“Conta aí para a gente, Jucileia, o que você achou da nebulização?”

Brasil 247

0 comments:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor