2

São Gonçalo do Amarante - CE - Sábado 25 de Setembro de 2021 - Ano: XIII - Edição: 4.723

Uol implode Bolsonaro e mostra seu envolvimento direto com as rachadinhas, além de genocida é corrupto

Jair Bolsonaro (Foto: Divulgação (PR))

Acusação reforça que, além de genocida, Bolsonaro também é corrupto há vários anos, como foi apontado pela população nos protestos de 3 de julho. Sequência de reportagens da jornalista Juliana Dal Piva, do Uol, atinge em cheio Jair Bolsonaro

5 de julho de 2021

Ex-cunhada de Jair Bolsonaro, a fisiculturista Andrea Siqueira Valle afirmou que ele demitiu um irmão dela, André Siqueira Valle, por ter se recusado a entregar a maior parte do salário de assessor do então deputado federal. Foi o que apontou uma sequência de reportagens da jornalista Juliana Dal Piva, do Uol, que obteve vários áudios.

É o primeiro indício de envolvimento direto de Bolsonaro no esquema de rachadinha que acontecia dentro do gabinete dele quando era deputado federal. Ele ocupou o mandato de parlamentar na Câmara entre os anos de 1991 e 2018.

De acordo com Andrea, Bolsonaro retirou de um familiar dela do esquema por não entregar o valor combinado - quase 90% do salário. Ela foi a primeira dos 18 parentes da segunda mulher dele que foram nomeados em um dos três gabinetes do clã presidencial (Jair, Carlos e Flávio) no período de 1998 a 2018.

Andrea admitiu o esquema de devolução de salários tanto do irmão como dela mais de uma vez entre 2018 e 2019. Em outubro de 2018, ela disse que estava preocupada com seu futuro, pois recebia uma mesada como funcionária fantasma no gabinete de Flávio Bolsonaro e não sabia como ficaria a situação depois daquela eleição. Ela havia sido exonerada em 16 de agosto daquele ano.

Depois Andrea disse que tentou conversar sobre a situação com a irmã, Ana Cristina, e com um tio, o coronel do Exército Guilherme dos Santos Hudson, ex-colega de Bolsonaro na Aman (Academia Militar das Agulhas Negras). A fisiculturista afirmou que ninguém quis atendê-la no gabinete de Flávio.

"Porque assim, eu procurei a Cristina, o tio, liguei para o gabinete do Flávio para saber o que tinha que fazer, fiquei com medo de complicar as coisas para eles, ainda pensei neles", afirmou Andrea, nas gravações. "Na hora que eu estava aí fornecendo também e ele estava me ajudando porque eu ficava com mil e pouco e ele ficava com sete mil reais, então assim, certo ou errado agora já foi, não tem jeito de voltar atrás".

UOL

0 comments:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor