2

São Gonçalo do Amarante - CE - Quarta-feira 27 de Outubro de 2021 - Ano: XIV - Edição: 4.757

Boçalidade de Bolsonaro em Nova York constrange a elite brasileira, diz o jornalista William Waack da CNN

William Waack e Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução | ABr)

Editor da CNN enfatiza o óbvio: Bolsonaro envergonha as elites que o colocaram no poder

23 de setembro de 2021

"As peripécias envolvendo a comitiva presidencial para participar da Assembleia-Geral da ONU em Nova York demonstram que boçalidade é contagiante", escreve o jornalista William Waack, editor e apresentador da CNN, em sua coluna no Estado de S. Paulo.

No texto, ele afirma que o fato de que o modo de pensar de elites foi vencido pela boçalidade que elas julgaram poder comandar. "Provocou em muita gente um sentimento de 'vergonha alheia' a boçalidade da comitiva presidencial em Nova York – que abrange dos comportamentos descritos acima à ideia profundamente boçal de que algo mudaria na péssima imagem externa do Brasil a partir de um discurso na Assembleia-Geral da ONU inconsequente, dirigido em primeira linha aos convertidos do bolsonarismo", pontua.

"Boa parte das elites sociais brasileiras repudia o que viu e ouviu em Nova York e se sente ofendida diante da, no mínimo, reiterada desonestidade intelectual dos que falaram pelo Brasil. Esse sentimento de 'aquilo não somos nós' foi aprofundado pela noção do ridículo de ver o País virar piada pronta – a de ter na comitiva presidencial um ministro da Saúde transformado em potencial 'super spreader' do vírus que o chefe minimizou, e a delegação brasileira em risco para o resto do mundo na sede da ONU", escreve.

Estado de S. Paulo

0 comments:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor