2

São Gonçalo do Amarante - CE - Sábado 18 de Setembro de 2021 - Ano: XIII - Edição: 4.716

Bolsonaro pressiona Queiroga para decretar fim do uso de máscara antes dos atos antidemocráticos de 7 de setembro

Marcelo Queiroga e Jair Bolsonaro (Foto: Alan Santos/PR)

4 de Setembro de 2021

Marcelo Queiroga está sendo pressionado pelo presidente Bolsonaro para decretar o fim obrigatório do uso de máscara. O objetivo do chefe do Executivo é que a decisão aconteça antes do dia 7 de setembro. A data será marcada pelos atos antidemocráticos.

Conforme apurou o DCM, o Ministro da Saúde não acredita que esse seja o momento para retirar a obrigatoriedade do item. Tanto que ele tem fugido do assunto e levantado outros temas com os técnicos da pasta. Comportamento que não tem deixado o presidente muito contente.

O Ministro não quer assumir essa responsabilidade neste momento. Com a terceira dose prestes a começar em diversos pontos do país, ele tem como foco levar o tema a “banho-maria”. Até porque sabe que a maioria dos governadores não vai permitir o fim da obrigatoriedade. Seria mais uma briga perdida.

Queiroga já demonstrou seu incômodo com a máscara. Porém, em seus discursos, tem tentado ser o menos radical possível. Às vezes, não consegue. Porém, passa longe de ter comportamentos parecidos com do Bolsonaro.

Já o presidente está incomodado, mas não quer bater de frente com o Ministro. Entende que seu foco deve ficar nos atos antidemocráticos. E também na guerra contra o STF. Ele tenta ter ao seu lado o máximo de aliados possíveis contra a Suprema Corte.

Só que o governante confessou aos interlocutores que a retirada da obrigatoriedade do uso de máscara antes do dia 7 seria uma vitória. Isto porque muitos bolsonaristas ficariam sem nas manifestações e acabaria sendo uma resposta aos governadores e ministros do Supremo.

DCM

0 comments:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor