2

São Gonçalo do Amarante - CE - Domingo 19 de Setembro de 2021 - Ano: XIII - Edição: 4.717

"Conhecereis a mentira e a mentira vos aprisionará", diz o ministro Luís Roberto Barroso, em recado claro a Bolsonaro

Luís Roberto Barroso (Foto: Reuters/Leonardo Benassatto)

Ministro do STF rebateu manifestação golpista de Jair Bolsonaro, que disse no 7 de setembro que não será preso por canalhas

9 de setembro de 2021

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, mandou um recado a Jair Bolsonaro, ao alertar que o Judiciário não compactuará com mentiras sobre as instituições. De acordo com o magistrado, uma das estratégias "do autoritarismo é criar ambiente de mentiras".

"Quando esse debate é contaminado por discursos de ódio, campanhas de desinformação e teorias conspiratórias infundadas, a democracia é aviltada. O slogan para o momento brasileiro, ao contrário do propalado, parece ser: 'conhecerás a mentira e a mentira te aprisionará'", disse ele em sessão virtual do TSE.

O magistrado criticou o que chamou de "retórica vazia, política de palanque". De acordo com o ministro, "insulto não é argumento, ofensa não é coragem, incivilidade é uma derrota do espírito". "A falta de compostura nos envergonha perante o mundo", continuou. "Não podemos permitir a destruição das instituições para encobrir o fracasso econômico, social e moral que estamos vivendo".

Segundo Barroso, "uma das manifestações do autoritarismo é a tentativa de desacreditar o processo eleitoral e as instituições eleitorais para, em caso de derrota, pode alegar fraude e deslegitimar o vencedor". "Começa a ficar cansativo no Brasil ter que repetidamente desmentir falsidades para que não sejamos dominados pela pós-verdade. É muito triste o ponto a que chegamos".

O presidente do TSE também destacou que "o extremismo tem se valido de campanhas de ódio, de desinformação, que visam enfraquecer os fundamentos da democracia". "Quando o fracasso bate à porta, porque é o destino do populismo, é preciso encontrar culpados. O populismo vive de arrumar inimigo para justificar o seu fiasco", acrescentou.

Brasil 247

0 comments:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor