2

São Gonçalo do Amarante - CE - Terça-feira 19 de Outubro de 2021 - Ano: XIV - Edição: 4.749

Governo Bolsonaro chega a mil dias, instável e amador gerando crises desnecessárias que derretem a economia brasileira

"FORA BOLSONARO" no Vale do Anhangabaú em São Paulo. (Foto: @Brasil_de_Fato)

Instável e amador, o governo Bolsonaro derrete a economia brasileira. Desde o início do mandato, 100 crises já foram geradas

26 de setembro de 2021

Jair Bolsonaro completa neste domingo (26) mil dias no comando do país. Sua retrospectiva, no entanto, não é de se celebrar. Levantamento realizado pelo jornal O Globo mostra que Bolsonaro gerou, em média, três crises por mês enquanto sentado na cadeira presidencial, totalizando 100 crises ao longo do mandato.

O governo instável e amador de Bolsonaro faz com que o Brasil acumule dados negativos em diversos setores, como na Economia: o litro da gasolina é vendido a R$ 6, segundo pesquisa feita pela ANP, a conta de luz dos brasileiros não para de subir, a população se vê obrigada a reduzir o consumo de carne diante da elevação dos preços, 46 milhões vivem em casas sem renda, 27,7 milhões estão vivendo na pobreza.

Ao Globo, a historiadora Heloísa Starling, autora, com Lilia Moritz Schwarcz, de “Brasil, uma biografia” (Companhia das Letras) e professora da UFMG, declarou: "a experiência do governo Bolsonaro é inédita na História do Brasil. Estamos usando para avaliar este governo a medida e os parâmetros que usamos para avaliar o gestor público. Só que esses parâmetros não são adequados, porque o governo Bolsonaro não se propõe nem a gerir a coisa pública nem a criar um projeto de futuro para o país".

O jornal ressalta que, segundo o levantamento, "boa parte" das 100 crises do atual governo foram geradas por Bolsonaro, tendo sido a "outra parte" criada "pelo próprio entorno de Bolsonaro".

O Globo

0 comments:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor