2

São Gonçalo do Amarante - CE - Sábado 25 de Setembro de 2021 - Ano: XIII - Edição: 4.723

O vice-presidente Hamilton Mourão admitiu que o Brasil pode ter um racionamento de energia elétrica em decorrência da crise hídrica

Vice-presidente Hamilton Mourão (Foto: Bruno Batista /VPR | REUTERS/Pawel Kopczynski)

A declaração do vice-presidente da República veio na mesma semana em que a Aneel anunciou um novo aumento para a tarifa extra de energia elétrica. Inflação pressiona o bolso do consumidor

1 de setembro de 202108  

O vice-presidente Hamilton Mourão afirmou nesta quarta-feira (1) que o Brasil pode ter um racionamento de energia elétrica em decorrência da crise hídrica.

"O que eu tenho acompanhado é que o governo tomou as medidas necessárias, criou uma comissão para acompanhar e tomar as decisões a tempo e a hora no sentido de impedir que ocorra isso aí que você [repórter] colocou, que haja apagão. Agora, pode ser que tenha que ocorrer algum racionamento", disse o general em coletiva de imprensa.

De acordo com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), foi definido um novo valor para a tarifa extra de energia elétrica. A partir desta quarta-feira (1º), a bandeira vermelha passará para R$ 14,20 a cada 100KWh, ante os atuais R$ 9,49, um aumento de 49,6%. Por consequência, a conta de luz ficará 6,78% mais cara, em média. A vigência da nova tarifa vai até abril de 2022.

O tarifaço deve jogar a inflação para 8,2% este ano, de acordo com o economista André Braz, coordenador dos Índices de Preços do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV Ibre).

A inflação pode chegar a 7,7% em 2021 por causa do aumento da conta de luz, conforme projeção da XP Investimentos.

O centro da meta de inflação, em 2020, foi de 3,75%.

Brasil 247

0 comments:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor