2

São Gonçalo do Amarante - CE - Quarta-feira 27 de Outubro de 2021 - Ano: XIV - Edição: 4.757

Robinson Crusoe inaugura mais uma unidade industrial em São Gonçalo do Amarante

Robinson Crusoe uma empresaa do grupo espanhol Jealsa Rianxeira, com mais de 50 anos de experiência dedicada à fabricação e comercialização de pescados e mariscos, inaugurou hoje mais uma unidade de fabricação e envase de sardinhas e atum em nosso município

São Gonçalo do Amarante 28 de Setembro de 2021

Com a presença do governador Camilo Santana, do ex-prefeito Cláudio Pinho, do ex-secretário de Desenvolvimento Econômico de São Gonçalo do Amarante Victor Samuel, do presidente mundial do grupo Jealsa, Jesús Manuel Alonso, outras autoridades e colaboradores da empresa, foi inaugurada no distrito de Siupé, município de São Gonçalo do Amarante a mais nova unidade de fabricação e envase de sardinhas e atum da empresa Robinson Crusoé.

A companhia, que pertence ao grupo espanhol Jealsa, já fabrica sardinha em nosso município, prevê a produção de 100 milhões de latas até 2022. São mil pescadores da região beneficiados com o empreendimento, além de 500 empregos diretos e 1.100 indiretos que são gerados, com a possibilidade de expansão de postos de trabalho nos próximos meses.

Em 2019 Cláudio Pinho e o Govenador Camilo Santana na Espanha tratando do empreendimento

O empreendimento é resultado da gestão Cláudio Pinho que em 2019, ainda como prefeito de São Gonçalo do Amarante, esteve na Espanha na companhia do governador Camilo Santana em busca de parceira para geração de emprego e renda e qualificação profissional.

A Robson Crusoe já produz pescados em conserva, em São Gonçalo do Amarante há mais de cinco anos, neste período a pesca do atum no Ceará saíu do zero e chegou a mais de 15 mil toneladas anuais. A companhia gera mais 400 postos de trabalho formais.

O crescimento observado no ano também se deveu ao aumento de embarcações licenciadas para a pesca do atum na região, indispensável para a garantia da segurança alimentar pela indústria. Segundo o executivo, o consumo da companhia deve crescer em igual velocidade à de regularização das embarcações - o Ceará fornece cerca de 80% do atum comprado pela empresa, que também adquire a matéria prima do Piauí e do Rio Grande do Norte.

 

0 comments:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor