2

São Gonçalo do Amarante - CE - sEGUNDA-FEIRA 29 de novembro de 2021 - Ano: XIV - Edição: 4.790

Relatório da CPI da Covid vai mostrar que Bolsonaro cometeu crimes contra a população ao se aliar ao coronavírus

Jair Bolsonaro e a CPI da Covid (Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado | Alan Santos/PR)

"Bolsonaro não inventou o coronavírus, mas se aliou a ele contra a população que deveria proteger", escreve o colunista do Globo Bernardo Mello Franco

18 de outubro de 2021

"A CPI da Covid deve pedir o indiciamento de Jair Bolsonaro pela prática de 11 crimes", escreve o jornalista Bernardo Mello Franco. O colunista do Globo destaca que o ocupante do Palácio do Planalto é o "protagonista do relatório" da CPI e será apontado como responsável pelo agravamento da pandemia que já matou mais de 600 mil brasileiros.

"Bolsonaro não inventou o coronavírus, mas se aliou a ele contra a população que deveria proteger. Ajudou a espalhar a doença, sabotou as medidas sanitárias, pregou o uso de remédios ineficazes e atrasou intencionalmente a compra de vacinas", escreve o jornalista.

"A barbárie teve o apoio de uma rede de desinformação. O bolsonarismo usou sua máquina do ódio para torpedear o distanciamento social, o uso de máscaras e a confiança nas vacinas. O objetivo era claro: desviar a responsabilidade pelas mortes e desgastar gestores que acreditaram na ciência, escreve Mello Franco, que também acusa Bolsonaro de ter acelerado a circulação do vírus para tentar alcançar a imunidade de rebanho por contágio.

"Os crimes de Bolsonaro são muitos e serão detalhados no relatório da CPI. A lista irá da prevaricação no escândalo da Covaxin ao homicídio por omissão deliberada, passando por infrações sanitárias, uso irregular de verba pública e charlatanismo".

Brasil 247

0 comments:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor