2

São Gonçalo do Amarante - CE - Domingo 5 de Dezembro de 2021 - Ano: XIV - Edição: 4.796

Ao repaginar o Bolsa Família com objetivos eleitoreiros, Bolsonaro abandona 558 mil famílias que vivem na miséria

Tribunal de Contas da União (Foto: Fotos Públicas)

O programa atende 14,5 milhões de famílias, mas há 15,06 milhões de famílias que vivem em extrema pobreza no Brasil

25 de novembro de 2021

Ao repaginar o Bolsa Família com objetivos eleitoreiros, mudando o nome do programa para "Auxílio Brasil", o governo Jair Bolsonaro deixou à própria sorte 558 mil famílias que vivem em situação de miséria no Brasil.

O Auxílio Brasil atende 14,5 milhões de famílias. Há no país, no entanto, 15,06 milhões de famílias que vivem em extrema pobreza. Ou seja, vivem com uma renda individual de até R$ 89 por mês.

Para piorar, o número de cidadãos abandonados pelo novo programa pode ser maior. Isto porque nas 558 mil citadas, apenas estão englobadas as famílias miseráveis, descontadas as pobres, que têm renda individual entre R$ 89,01 e R$ 178 por mês.

Os números apresentados constam no Cadastro Único (CadÚnico), do governo federal e foram coletados pelo UOL.

UOL

0 comments:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor